Informação geral

Tipos de rosácea

Factores agravantes

Tratamento

Exemplos de casos

Informação do utilizador
 Go!
EnglishDeutschEspañolFrançaisPortuguêsRussianTurkey
home
Geral
Fase I
Fase II
Fase III
Edema persistente da rosácea
Rosácea conglobata e rosácea fulminante
Rosácea lupóide ou granulomatosa
Rosácea induzida por esteróides
Envolvimento ocular
Rinofima
Terapêuticas não aprovadas


feedback
resources
FAQ
disclaimer
team info
site map

Tratamento – Rosácea lupóide ou granulomatosa

Sistémico

Recomenda-se a administração de isotretinoína 0,5 – 1 mg/kg peso diariamente, nas primeiras 2 semanas de terapêutica em associação com corticosteróides 0,5 – 1 mg/kg peso diariamente.
Nota: No caso de doentes do sexo feminino em idade fértil, é imperativo o uso de métodos contraceptivos eficazes, dado o potencial teratogénico deste fármaco. É necessária a monitorização regular dos níveis de colesterol e triglicéridos, bem como das enzimas hepáticas, durante o tratamento. O tratamento concomitante com isotretinoína e com tetraciclinas orais não é indicado, pois poderia provocar um aumento na pressão intracraniana. A isotretinoína pode agravar a rosácea oftalmológica.

Como alternativa, podem utilizar-se antibióticos orais, como o cloridrato de tetraciclina e a minociclina


related information:

Rosácea lupóide



Esta forma da doença caracteriza-se pelo aparecimento de pápulas ou nódulos cutâneos firmes, amarelos, acastanhados ou avermelhados.
[ More... ]


 Classifique o nosso site:

Gostaríamos de saber a sua opinião acerca deste site

Classifique o nosso site
DermIS.net Uni Heidelberg